sábado, 3 de setembro de 2011

DICAS PARA SE TORNAR UM DJ


01. A profissão deve ser escolhida porque você gosta muito de ser DJ, não por modismo ou por causa da opinião dos outros. Quem escolhe essa profissão tem que pensar em sua carreira em longo prazo, não como algo passageiro. As oportunidades chegam aos poucos e, enquanto isso, é importante saber quem é quem, pesquisar sobre as músicas  que você gosta e construir o seu set. Mas, ao mesmo tempo, não tenha preconceitos musicais. Ter um estilo próprio é fundamental, mas nem todas as festas que você tocar terá o público para ouvir o seu estilo.
02. Dê tempo ao tempo, não é de uma hora para a outra que você vai tocar nas grandes festas e ser badalado. No início de carreira, o DJ precisa ser paciente, topar algumas festas, mesmo que não sejam os locais em que mais gostaria de tocar e nem com o melhor cachê. É importante fazer contatos, ter amigos no ramo, estar de olho e aberto para as oportunidades que aparecem ao longo do tempo. O mercado pode ser grande, mas também existem muitos DJs.
03. Além de ser criativo, o DJ precisa ter técnica. Neste sentido, é imprescindível fazer um curso. Hoje, existem diversas oportunidades para pesquisar e estudar, mesmo com apostilas virtuais e cursos online, muitos oferecidos gratuitamente ou com preços baixos. Assim, você vai conhecer as técnicas para comandar as picapes. Outra forma de obter conhecimento é através de sites, fóruns virtuais e escutando músicas antigas de diferentes estilos. Caso você possa investir, já existem cursos de graduação para DJs. Cursos técnicos de som também são uma boa maneira de aprender.
04. Caso não tenha todo o equipamento necessário para ser um DJ, economize. A aparelhagem profissional não é barata e para ter um equipamento completo, são necessários diversos recursos. Além disso, é importante o DJ ter o seu próprio equipamento. O básico para ser um DJ consiste em discos, dois toca-discosmixer,amplificadorcaixas de som e fones de ouvido.
05. Outra dica muito importante é ter sensibilidade. Você vai conseguir isso aos poucos. Só a experiência vai ajudar a identificar o que o público da festa quer ouvir, sem que eles digam. Ter sensibilidade é saber o que tocar, por quanto tempo tocar e perceber como o público está reagindo ao seu som. Para se manter no mercado, é um dos pontos mais valorizados na carreira de DJ.


← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário